Como a tecnologia está ajudando o segmento de eventos em 2020

Foto por rawpixel.com no Freepik

Com campos de futebol fechados, campeonatos paralisados, shows cancelados e espetáculos de diferentes nichos da cultura adiados, o setor de eventos vive a pior fase dos últimos 20 anos.

No Brasil, isso não foi diferente. Entretanto, começamos a ver inúmeras marcas pensando em estratégias e soluções para continuarem com a agenda de eventos.

Por outro lado, continuamos observando os grandes eventos ficando para os próximos anos. Dessa forma, falaremos neste post quais são essas alternativas e quais são os maiores pontos de atenção para empresas que estão migrando para os eventos digitais.

Segmento de eventos enfrenta a maior crise dos últimos anos

Muitos empresários do segmento de eventos ainda não se arriscam a estimar os prejuízos causados pela crise. Da mesma forma, sabemos que o cancelamento de congressos, feiras e eventos tradicionais pode significar a falência de muitos negócios.

Segundo Raffaele Cecere, CEO da R1 Soluções Audiovisuais, especializada em produção para eventos em entrevista para o Uol Economia, o cenário é de 800 grandes eventos cancelados nos próximos meses:

“O impacto está violento, muitos cancelamentos e adiamentos. Estamos estancados. Atendemos muitos eventos dentro de hotéis. Agora, ninguém vai fazer, né?”

Os números atuais foram drasticamente alterados depois da crise provocada pelo novo Coronavírus. Antes, era estimado um crescimento no setor de até 40%. Agora, estamos acompanhando o fechamento de muitos negócios especializados em eventos no país.

Entretanto, algumas empresas vislumbraram, ainda que timidamente, uma possibilidade de sobreviver em meio a crise. E, a tecnologia, se tornou protagonista neste show.

Uma solução que está permitindo a continuação dos eventos

As lives estão dominando a internet. Todos os dias, temos lives musicais, voltadas ao empreendedorismo, contação de histórias, transmissões educacionais e uma mudança geral no escopo dos eventos.

Enquanto a maioria deles é cancelado, outros decidiram se posicionar garantindo que a agenda se cumprirá, mesmo que seja totalmente online.

Aqui na Vindi, por exemplo, nossos encontros mensais, através do Vindi Talks, agora são feitos por transmissões ao vivo no nosso canal do Youtube. Da mesma forma, muitos artistas, educadores e empreendedores estão usando a internet para conseguirem se conectar com seus respectivos públicos.

No entanto, se a sua empresa está pensando em continuar com a agenda de eventos e migrar o conteúdo para uma experiência online, algumas dicas são fundamentais para garantir que ela seja um sucesso:

Capacidade da internet

Acho que poucas coisas na vida são piores que assistir a uma transmissão que trava toda hora. A impressão é que a conexão não está dando conta e, muitas vezes, o público perde totalmente o interesse pelo conteúdo que está sendo passado.

Por isso, o primeiro passo é cuidar que você tenha uma boa conexão e que ela seja estável.

Infraestrutura tecnológica

O segundo ponto pode ser dividido em duas questões fundamentais: a capacidade da plataforma de receber espectadores e a preocupação com recursos básicos audiovisuais.

No primeiro ponto, você precisa garantir que está em uma plataforma adequada para fazer a sua transmissão. Hoje, com a crise, muitas empresas que transmitem lives estão surgindo em alternativa ao YouTube. Vale a pena conversar com elas e fazer orçamentos!

Já no segundo ponto, estamos falando do que aparecerá na transmissão: cenário, apresentadores, palestrantes, convidados e tudo o que estiver no escopo do seu evento.

É fundamental que sua empresa esteja preocupada em proporcionar um vídeo bem iluminado, bem enquadrado, com som direto funcionando para todos os participantes e que a transmissão seja bem organizada. Fazer um roteiro é o primeiro passo para começar a pensar nessa produção!

Adequação do conteúdo programático

Dificilmente sua empresa conseguirá manter 100% do conteúdo daquele evento que antes seria feito presencialmente, e agora será feito online. Até porque, são experiências totalmente diferentes.

Agora, você precisa adaptar seu conteúdo em tempo, forma e recursos disponíveis. É hora de pensar fora da caixa e garantir que seus espectadores tenham uma experiência fantástica, mesmo em casa.

Descontos para o público

Da mesma forma que é necessário adequar o conteúdo, é fundamental que você visite o valor da oferta desse evento, já que o cenário não é tão otimista quanto gostaríamos.

Por isso, se sua empresa puder oferecer esse evento com um desconto irresistível, faça isso! Mesmo que sua margem de lucro caia, é melhor do que não fatura nada.

Parcerias de sucesso

Esse é o momento de se unir a outras marcas, fornecedores que estejam dispostos a receber depois ou em parcelas maiores, e tudo o que puder ajudar seu evento a sair do papel.

Invista nessas parcerias! Você pode colher bons frutos!

Sem dúvidas, o momento agora é de olhar para frente, com muita reflexão, cautela e um plano de ação que garanta a sobrevivência do segmento de eventos. E a tecnologia está jogando a nosso favor nessa!


Redação por:
Andressa Rosa é redatora e roteirista na Vindi.