Campinas Tech Connection

 

Atualmente, quando debatemos acerca da inovação aberta e de como a mesma traz inúmeros benefícios para as empresas, uma das estratégias mais bem vistas – e desafiadoras em sua execução – é a conquista da inovação através do relacionamento e cooperação entre startups e corporates.

Com culturas organizacionais muitas vezes distintas, a princípio é desafiador criar um diálogo entre esses dois modelos de negócio. Buscar um alinhamento entre os segmentos e os serviços oferecidos por ambas requer destreza dos líderes e times envolvidos no processo de cooperação.

Os desafios para alcançar a Inovação

Hoje é bastante comum grandes empresas, dos mais variados segmentos, organizarem prêmios, desafios ou programas destinados a startups. O intuito é encontrar a pupila que lhes ajudará a inovar.

Dentro de alguns critérios de seleção e posteriormente, adequação do negócio, as startups que chegam ao fim destes processos conseguem dar um salto gigantesco em vários aspectos do negócio. Por outro lado, as corporações conseguem trazer novas soluções ou inovar em seus processos.

Para as startups, os ganhos vão desde a maturação do negócio; a visibilidade e prestígio dentro do universo empreendedor – o que pode facilitar muito no acesso ao venture capital; a segurança financeira – uma vez que passam a ter um grande e fixo cliente; até uma possível fusão à corporate que promoveu a oportunidade.

Conexões para inovar

Embora os programas de seleção de startups estejam em alta, há outras inúmeras iniciativas que uma empresa pode adotar para o alcance da inovação no ambiente corporativo. Aqui no ecossistema campineiro contamos com um Comitê de Corporate Innovation que reúne diversas grandes empresas da região para a aplicação da inovação aberta. Hoje fazem parte desse grupo a 3M, CPFL, DHL, Enforce, Matera, Superlógica e Thomson Reuters, com encontros mensais organizados pela Campinas Tech (mas em breve, outras grandes empresas entrarão nesta lista).

Uma das iniciativas do grupo é o Campinas Tech Connection, uma nova ação do ecossistema que visa identificar, selecionar e desenvolver startups da região através do desenvolvimento de pilotos e projetos com as empresas do comitê e seus fornecedores, parceiros e clientes.

A iniciativa surge para combinar oportunidades de negócio e um programa de mentoria com os principais executivos das corporações participantes. Tudo isso independente do segmento em que atua a startup – todas são bem-vindas!

Ficou interessado em participar com a sua startup? Confira o edital no formulário e inscreva a sua!


Redação:
Felipe, da Campinas Tech.

Você sabia que a Campinas Tech tem um grupo de trabalho de Mentoria?

Foto por You X Ventures no Unsplash.

De acordo com o Sebrae, a Mentoria é reconhecida mundialmente como um dos melhores métodos para promover o desenvolvimento do indivíduo em diversas dimensões da vida pessoal e profissional. Refere-se a um relacionamento transformacional pelo qual uma pessoa (mentor) contribui para o crescimento de outra pessoa (mentorado) em diferentes áreas da dimensão humana (cognitiva, afetiva, operacional), a partir do compartilhamento de conhecimentos e experiências. Legal, não é mesmo?!

Pois bem, o grupo de trabalho de Mentoria da Campinas Tech tem como objetivo aumentar a maturidade dos empreendedores através de diversas atividades periódicas de Mentoria Empresarial.

As atividades de Mentoria Empresarial podem ser feitas individualmente, em grupo, pareada ou em temas específicos de acordo com a necessidade do mentorado.

Na Mentoria Individual, mentor e mentorado têm a oportunidade de estabelecerem um diálogo franco e pragmático sobre questões atuais do empreendedor e avaliarem o estágio do empreendimento e de tratarem as soluções dos problemas de forma simples, direta e criativa.

Já a Mentoria em Grupo oferece narrativas de histórias de sucessos e fracassos de empreendedores relevantes para o ecossistema, em encontros presenciais mensais noturnos, com duração de 2 horas e que servem de inspiração para os novos empreendedores.

Mentoria em Grupo com Ricardo Cardo, CEO da Enforce, em julho de 2019 | Foto: Campinas Tech

A Mentoria Pareada é um ambiente de troca no qual mentores e mentorados alternam seus papéis. Com propósito de compartilhar as dores e as soluções entre os participantes, o ambiente propicia a construção de relacionamentos de confiança e cumplicidade, para dar e receber feedback, aprender a ouvir e falar atentamente.

E para temas específicos como estratégia de mercado, marketing e vendas, gestão de pessoas, finanças, operação, processos, tecnologia e negócios, a Mentoria Temática traz encontros mensais, presenciais e focados nas áreas do conhecimento com especialistas que contribuem para o amadurecimento dos empreendedores.

Ficou interessado em participar de uma Mentoria ou contribuir como mentor? Clique neste formulário para se cadastrar ou consulte o site da Campinas Tech para conhecer outras ações do ecossistema.


Redação por:
Wlademir Junior, voluntário da Campinas Tech.

Campinas Tech reúne nomes de sucesso do marketing e vendas em mentoria para novos empreendedores

Edição de evento mensal de mentoria da associação trará empreendedores como Ricardo Corrêa para discutir sua jornada empreendedora, a importância de sua área de atuação e tirar dúvidas de quem está começando o seu negócio

Campinas, 18 de março de 2019 – A Campinas Tech promove na próxima quinta-feira (21 de março) mais uma edição de suas mentorias mensais para novos empreendedores e entusiastas do empreendedorismo. Intitulada “Como a Ramper fez mais de mil vendas em um ano”, a reunião, que acontecerá no Espaço Sete Criativo às 19:00 horas, contará com a presença de nomes de peso que empreenderam nas áreas de marketing e vendas, como Ricardo Corrêa – da Ramper; Tércio Pereira e Rodnei Alburquerque Ribeiro – da Pipehline Services; e Anderson Palma – da Growth Labs.

Ricardo Corrêa é CEO e cofundador do Ramper, um software de automação de outbound marketing que automatiza a prospecção de vendas B2B e que apenas em um ano conseguiu fazer mais de mil vendas. Atuando há mais de 13 anos como profissional da área no mercado de software, Corrêa estruturou e liderou áreas de marketing de empresas até fundar a sua própria, em 2012, realizando consultorias de vendas e marketing para centenas de companhias de tecnologia. Toda essa bagagem foi essencial para que fundasse a Ramper, em 2016.

Há 5 anos, a Pipehline Services, serviço de consultoria especializado em soluções para as áreas comercial e marketing, une tecnologia a projetos estruturados e integrados com o objetivo de solucionar e transformar oportunidades em resultados. Entusiastas por novas tecnologias, Tércio Pereira e Rodnei Albuquerque Ribeiro aplicam a experiências de suas carreiras de mais de 25 e 7 anos, respectivamente, para o sucesso da Pipehline no mercado digital.

Já André Palma, sócio-fundador do Growth Labs, tem mais de 15 anos de experiência em comunicação de agências e empresas de diversos portes dentro e fora do país. Hoje, atua como Growth Marketer especialista no funil de métricas piratas, mas também é professor de Marketing Digital, mentor no Founder Institute e palestrante nos maiores eventos de Marketing Digital e Growth Hacking do Brasil.

Como mentoria, o evento traz inspirações àqueles que estão no início do seu negócio ou que pensam em empreender, além de apresentar cases reais de sucesso tanto para imergir os participantes em como é o dia a dia desses empreendedores, bem como obter dicas e tirar dúvidas com os mesmos. Ainda, busca criar um ambiente propício para o networking entre participantes e convidados.

As reuniões de mentoria fazem parte de uma estratégia da Campinas Tech de fortalecer e impactar o empreendedorismo na região metropolitana de Campinas para seus associados e o público em geral, acontecendo mensalmente durante o ano. Em edições passadas, os encontros já contaram com convidados como Horácio Poblete e a Tatiana Pezoa, fundadores da Trustvox; e Julio Esslinger Viégas, sócio da Varejo360.

As inscrições podem ser feitas pelo Sympla e qualquer dúvida ou mais informações podem ser esclarecidas por meio dos canais de comunicação da Campinas Tech.