SaaS: conheça as 5 principais métricas

SaaS: conheça as 5 principais métricas | Foto por Adeolu Eletu no Unsplash.

O modelo de negócio SaaS está crescendo cada vez mais no Brasil e no mundo! O Software as a Service, em resumo, é um modo de disponibilizar soluções através da internet, o que facilita o dia a dia de empresas e usuários. Pois, não é preciso instalar e atualizar hardwares ou softwares.

Salesforce, Slack e Microsoft são exemplos de empresas que utilizam este modelo de negócio.

E, sabemos que, negócios de qualquer tipo de segmento e tamanho, precisam acompanhar os resultados e métricas para ter sucesso, de médio a longo prazo, e minimizar os riscos.

Por isso, conheça as 5 principais métricas para acompanhar e potencializar negócios SaaS.

Mas, antes, entenda com detalhes o que é SaaS e as vantagens do Software as a Service.

O que é SaaS?

Também chamados de softwares baseados na web, softwares sob demanda ou softwares hospedados, são empresas que facilitam o cotidiano de muitos negócios.

Pois, não é preciso mais comprar, pagar a licença de serviços, atualizar e nem ter um computador com configurações específicas para acessar, como antigamente.

Eles são responsáveis por oferecer serviços online, manter a estrutura do sistema e segurança de dados.

+ Leia também: 12 ferramentas obrigatórias de marketing para SaaS

Quais são as vantagens?

O negócio SaaS possui diversas vantagens. Separei algumas para você! Confira:

1. Custos iniciais reduzidos

No modelo SaaS, você utiliza todas as funções tradicionais de um software. Porém, sem as taxas de manutenção e de de licença, o que é bem comum nos softwares tradicionais.

2. Integração simplificada

Os softwares já são criados para possíveis integrações. Por isso, de um jeito simples e rápido, você consegue integrar este tipo de serviço com outros e ganhar agilidade em todo o processo.

3. Acesso em qualquer lugar

Por ser um serviço online, é preciso apenas estar conectado à internet para utilizar. E, com o avanço da cobertura de rede, gera mais oportunidades de uso. Ou seja, você leva a sua empresa para diferentes lugares fora do ambiente físico.

4. Atualizações automáticas

Como o programa está hospedado na internet, todas as atualizações são realizadas de forma automática. Não é preciso mais gastar tempo e dinheiro com isso.

5. Opções customizáveis

No modelo SaaS, tudo é muito flexível! É possível criar planos e pacotes personalizados conforme a necessidade do cliente.

5 principais métricas SaaS

Agora, você já sabe o que é SaaS e quais as vantagens deste modelo de negócio. Então, vamos entender como funciona e como calcula as 5 principais métricas de Software as a Service para você acompanhar os resultados do seu negócio.

1.CAC (Custo de Aquisição do Cliente)

A métrica CAC está relacionada ao custo para adquirir novos clientes. O que auxilia para projeções e gastos das estratégias da sua empresa.

A análise é feita através da soma dos investimentos em vendas e marketing com as despesas. O resultado, você divide pelo total de clientes novos.

Ou seja, CAC = Investimentos em Marketing + Investimentos em Vendas / total de clientes conquistados no período em questão.

2.MRR (Receita Mensal Recorrente)

Montly Recurring Revenue é a métrica responsável por indicar a receita mensal recorrente do seu negócio. Ela corresponde ao valor acrescentado ou perdido de acordo com a receita de cada mês.

Subtraia o número total das contas ativas. Multiplique esse resultado pelo valor que é pago por mês.

Ou seja, MRR = clientes ativos – cancelamentos x mensalidade.

3.Ticket Médio

O ticket médio é a média que cada cliente gasta em compras com a sua empresa. Por exemplo, quando um cliente realiza um upgrade no plano, o valor do ticket médio aumenta.

Para calcular, você precisa estabelecer qual é o período da sua análise. Divida o total de venda pelo número de clientes.

Ou seja, Ticket Médio = valor em vendas + número de clientes.

4.LVR (Lead Velocity Rate)

Essa métrica é utilizada para medir a velocidade de geração de leads na sua base. Assim, é possível elaborar estratégias mais assertivas e analisar o crescimento da sua empresa.

Para calcular, você precisa descobrir o valor da diferença entre os leads gerados no mês passado com o mês atual. Em seguida, divida esse número no mês presente e multiplique por 100.

Ou seja, LVR = leads gerados no mês passado – leads gerados no mês atual / leads gerados no mês presente X 100.

5.Churn Rate

A métrica churn ajuda e mensurar os clientes que cancelaram contratos. Ou seja, por alguma razão, não fazem mais parte da sua base.

Esse número é essencial para saber como está a saúde da sua empresa e revisão de processos para analisar onde está o gargalo.

O cálculo é simples! Divida o número mensal de cancelamentos pelo número de clientes ativos.

Ou seja, Churn Rate = número mensal de cancelados / número de clientes ativos.

Mercado brasileiro de SaaS

O sucesso pelo modelo de negócio SaaS tem motivos! Nos dias de hoje, empresas e pessoas buscam por maior praticidade nas atividades do dia a dia. E, é isso que o Software as a Service oferece para seus clientes.

Se você quer inovar o seu SaaS através de informações seguras e completas, aproveite o material exclusivo da Vindi, plataforma especialista em recorrência, sobre um overview do mercado brasileiro para SaaS.

Bônus

Quem se interessou por este tema, também leu:


Redação por:
Natalie Angotti, copywriter e redatora da Vindi.

Por que você deve analisar as métricas de marketing do seu negócio

Marketing é mais do que promover campanhas para a empresa. Uma estratégia vencedora leva em conta diversos aspectos e, entre eles, está a análise de resultados. As chamadas métricas de marketing oferecem dados valiosos para o trabalho de divulgação e relacionamento com seu público-alvo.

Em um ambiente em que a concorrência é grande, contar com uma base de dados ampla é um diferencial estratégico. É a partir das métricas que a empresa conseguirá entender qual tipo de conteúdo é mais atrativo para os seus clientes, qual é a melhor linguagem a ser utilizada e quais são as melhores estratégias a serem adotadas nos processos de comunicação.

Métricas de marketing para melhor resultado

O marketing tradicional tem um problema: a dificuldade de medir resultados. Por mais que se acompanhe a audiência de programas de rádio e TV, saber o retorno de um comercial para uma empresa é bastante complicado. Quando falamos de outdoors, panfletos e publicidade em veículos impressos, a dificuldade é maior ainda.

Na internet, por outro lado, a medição das ações de marketing é mais fácil. Ferramentas de monitoramento conseguem gerar dados necessários para entender como as pessoas se relacionam com a sua marca, seus produtos, suas campanhas de divulgação, o mercado em que está inserido, os concorrentes, entre outros aspectos.

Com essas informações é possível identificar quais valores importam para o seu público e, com isso, construir um planejamento de marketing para se comunicar de maneira eficiente com seus clientes potenciais e atuais, o que aumenta as suas chances de fazer negócios e fortalecer a sua marca.

Análise de dados e o mercado corporativo

Devido às suas vantagens estratégicas, as métricas de marketing têm se destacado no mundo corporativo.

De acordo com uma pesquisa de CMO Survey publicada pela Harvard Business Review no final de 2015, as empresas gastam 6,7% dos seus orçamentos de marketing na análise de resultados. A expectativa é de que esses valores cresçam 73% até 2018 — chegando a 11,1% dos valores gastos em comunicação.

Esses dados demonstram que as empresas perceberam a importância da análise de resultados para as suas estratégias comerciais e têm visto nessa ferramenta uma forma de obter vantagens competitivas frente aos seus concorrentes.

Portanto, as métricas têm se mostrado grandes aliadas para conquistar as pessoas e reforçar a imagem institucional.

Tecnologia integradas e a mensuração de resultados

Existem no mercado diversas ferramentas de mensuração, e as empresas costumam usar apenas um modelo para fazer essa medição. Porém, apostar em uma abordagem integrada pode garantir resultados mais abrangentes e orientar melhor os investimentos feitos em marketing.

Ao monitorar uma campanha, a equipe de comunicação pode adotar, por exemplo, por uma análise de dados diretas para medir suas taxas de conversão e o alcance de suas ações.

Ao mesmo tempo, pode checar os insights gerados com o objetivo de potencializar o trabalho de marketing — melhorando o custo-benefício da campanha. Vantagens que a tecnologia torna acessível a qualquer negócio!

Texto por:

Tercio Dias Pereira – Diretor de Novos Negócios Pipehline.

Originalmente publicado pelo blog Pipehline, associado da Campinas TECH.