SaaS: conheça as 5 principais métricas

SaaS: conheça as 5 principais métricas | Foto por Adeolu Eletu no Unsplash.

O modelo de negócio SaaS está crescendo cada vez mais no Brasil e no mundo! O Software as a Service, em resumo, é um modo de disponibilizar soluções através da internet, o que facilita o dia a dia de empresas e usuários. Pois, não é preciso instalar e atualizar hardwares ou softwares.

Salesforce, Slack e Microsoft são exemplos de empresas que utilizam este modelo de negócio.

E, sabemos que, negócios de qualquer tipo de segmento e tamanho, precisam acompanhar os resultados e métricas para ter sucesso, de médio a longo prazo, e minimizar os riscos.

Por isso, conheça as 5 principais métricas para acompanhar e potencializar negócios SaaS.

Mas, antes, entenda com detalhes o que é SaaS e as vantagens do Software as a Service.

O que é SaaS?

Também chamados de softwares baseados na web, softwares sob demanda ou softwares hospedados, são empresas que facilitam o cotidiano de muitos negócios.

Pois, não é preciso mais comprar, pagar a licença de serviços, atualizar e nem ter um computador com configurações específicas para acessar, como antigamente.

Eles são responsáveis por oferecer serviços online, manter a estrutura do sistema e segurança de dados.

+ Leia também: 12 ferramentas obrigatórias de marketing para SaaS

Quais são as vantagens?

O negócio SaaS possui diversas vantagens. Separei algumas para você! Confira:

1. Custos iniciais reduzidos

No modelo SaaS, você utiliza todas as funções tradicionais de um software. Porém, sem as taxas de manutenção e de de licença, o que é bem comum nos softwares tradicionais.

2. Integração simplificada

Os softwares já são criados para possíveis integrações. Por isso, de um jeito simples e rápido, você consegue integrar este tipo de serviço com outros e ganhar agilidade em todo o processo.

3. Acesso em qualquer lugar

Por ser um serviço online, é preciso apenas estar conectado à internet para utilizar. E, com o avanço da cobertura de rede, gera mais oportunidades de uso. Ou seja, você leva a sua empresa para diferentes lugares fora do ambiente físico.

4. Atualizações automáticas

Como o programa está hospedado na internet, todas as atualizações são realizadas de forma automática. Não é preciso mais gastar tempo e dinheiro com isso.

5. Opções customizáveis

No modelo SaaS, tudo é muito flexível! É possível criar planos e pacotes personalizados conforme a necessidade do cliente.

5 principais métricas SaaS

Agora, você já sabe o que é SaaS e quais as vantagens deste modelo de negócio. Então, vamos entender como funciona e como calcula as 5 principais métricas de Software as a Service para você acompanhar os resultados do seu negócio.

1.CAC (Custo de Aquisição do Cliente)

A métrica CAC está relacionada ao custo para adquirir novos clientes. O que auxilia para projeções e gastos das estratégias da sua empresa.

A análise é feita através da soma dos investimentos em vendas e marketing com as despesas. O resultado, você divide pelo total de clientes novos.

Ou seja, CAC = Investimentos em Marketing + Investimentos em Vendas / total de clientes conquistados no período em questão.

2.MRR (Receita Mensal Recorrente)

Montly Recurring Revenue é a métrica responsável por indicar a receita mensal recorrente do seu negócio. Ela corresponde ao valor acrescentado ou perdido de acordo com a receita de cada mês.

Subtraia o número total das contas ativas. Multiplique esse resultado pelo valor que é pago por mês.

Ou seja, MRR = clientes ativos – cancelamentos x mensalidade.

3.Ticket Médio

O ticket médio é a média que cada cliente gasta em compras com a sua empresa. Por exemplo, quando um cliente realiza um upgrade no plano, o valor do ticket médio aumenta.

Para calcular, você precisa estabelecer qual é o período da sua análise. Divida o total de venda pelo número de clientes.

Ou seja, Ticket Médio = valor em vendas + número de clientes.

4.LVR (Lead Velocity Rate)

Essa métrica é utilizada para medir a velocidade de geração de leads na sua base. Assim, é possível elaborar estratégias mais assertivas e analisar o crescimento da sua empresa.

Para calcular, você precisa descobrir o valor da diferença entre os leads gerados no mês passado com o mês atual. Em seguida, divida esse número no mês presente e multiplique por 100.

Ou seja, LVR = leads gerados no mês passado – leads gerados no mês atual / leads gerados no mês presente X 100.

5.Churn Rate

A métrica churn ajuda e mensurar os clientes que cancelaram contratos. Ou seja, por alguma razão, não fazem mais parte da sua base.

Esse número é essencial para saber como está a saúde da sua empresa e revisão de processos para analisar onde está o gargalo.

O cálculo é simples! Divida o número mensal de cancelamentos pelo número de clientes ativos.

Ou seja, Churn Rate = número mensal de cancelados / número de clientes ativos.

Mercado brasileiro de SaaS

O sucesso pelo modelo de negócio SaaS tem motivos! Nos dias de hoje, empresas e pessoas buscam por maior praticidade nas atividades do dia a dia. E, é isso que o Software as a Service oferece para seus clientes.

Se você quer inovar o seu SaaS através de informações seguras e completas, aproveite o material exclusivo da Vindi, plataforma especialista em recorrência, sobre um overview do mercado brasileiro para SaaS.

Bônus

Quem se interessou por este tema, também leu:


Redação por:
Natalie Angotti, copywriter e redatora da Vindi.

SaaS: entenda como funciona esse modelo de negócios

Foto por jcomp no Freepik.

Há muitos anos a transformação digital tem tomado conta do dia a dia das pessoas e das empresas. Pode parecer só mais uma buzzword, mas, em momentos de adversidade, como a crise causada pela COVID-19, notamos que, quanto mais digital sua empresa for, mais chances de sucesso ela terá. Por isso, hoje vamos falar um pouco mais sobre o modelo de negócios SaaS.

O que é SaaS?

O Software as a Service, mais conhecido como SaaS, é a transformação do modelo de comercialização de softwares como serviço. Ou seja, ao invés de você precisar ir na loja e comprar uma caixa com CD para instalar um software no seu computador, você paga uma assinatura e tem acesso ao serviço na nuvem.

Muito mais simples, o usuário realiza o acesso através de um login no site da plataforma. E a empresa é responsável pela infraestrutura e segurança do software que oferece. O pagamento pelo serviço é feito de forma recorrente, possibilitando que o cliente pague mensalmente, em formato de assinatura.

Benefícios do SaaS

O modelo SaaS oferece uma praticidade maior para o usuário. Que não precisa de muito conhecimento técnico para realizar a instalação de um software, como era a necessidade de antigamente.

Além da facilidade de acesso, o SaaS também permite que o usuário faça upgrades de acordo com sua necessidade. Antes, você comprava um software, mas não utilizava 100% de sua capacidade, muitas vezes porque não fazia sentido para o seu negócio, mas, mesmo assim, estava pagando por aquela funcionalidade.

Hoje, o usuário consegue escolher através de planos o que faz mais sentido para o dia a dia da sua empresa. Permitindo que aconteça um upgrade caso precise de outras funcionalidades.

Conhecendo um pouco mais sobre empresas SaaS

Listei alguns exemplos de mercado que podem fornecer seus serviços através do modelo SaaS. Confira abaixo:

E-learning – toda escola que fornece aulas online, sejam cursos rápidos ou de longa duração pode funcionar no modelo SaaS.

Jogos – várias empresas já oferecem jogos por assinatura, não há a necessidade de uma instalação completa, basta acessar o servidor e realizar o pagamento do plano.

Automação de marketing e vendas – empresas como SalesForce e Hubspot são gigantes do mundo SaaS.

Streaming – Netflix e Spotify são grandes representantes do streaming no modelo de software as a service.

Cobrança recorrente e o modelo SaaS

O modelo de cobrança recorrente é o que mais tem aderência ao modelo de negócios SaaS. Afinal, é oferecido um plano por assinatura para que o cliente tenha acesso ao serviço.

Com a recorrência é possível realizar as cobranças periodicamente, quinzenal, mensal, semestral, anual ou da forma que for melhor para a sua empresa.

Isso traz um controle financeiro maior, pois permite uma previsibilidade dos lucros e um gerenciamento dos recebíveis.

A Vindi possui uma plataforma completa para gerenciar pagamentos, além disso, entre seus mais de 6 mil clientes, atende diversas empresas que operam no modelo SaaS.


Redação por:
Mariana Cremonesi, redatora na Vindi.

Como plataformas SaaS podem ajudar no home office

Foto de Lisa Fotios no Pexels

Com certeza você está acompanhando os noticiários e se informando sobre a Covid-19. Vírus que vem afetando todo o mundo, tanto na questão saúde, quanto nos negócios. Alguns países, como a Itália, já decretaram quarentena, ou seja, as pessoas não devem sair de casa. Por isso, muitas empresas estão liberando o home office e, hoje, vamos falar um pouco mais sobre como o modelo SaaS auxilia neste momento.

O que é modelo SaaS?

A sigla em inglês significa Software as a Service, na tradução literal, Software com Serviço. Ou seja, ao invés de comprar um CD do Pacote Office como antigamente, por exemplo, é vendido uma licença de uso, onde você tem acesso a sistemas e aplicativos de forma online, na nuvem. Basta colocar login e senha e você consegue acessar, armazenar e operar dados de qualquer lugar.A cobrança é feita por assinatura, como Netflix, e você pode cancelar a qualquer momento.

SaaS e o Home Office

Como garantir a produtividade trabalhando de casa? Além de todas as técnicas de otimização de tempo e organização, é preciso garantir o acesso a tudo que for necessário para realizar suas tarefas.

É aí que o SaaS entra em campo! Com as ferramentas disponibilizadas na nuvem, não há problema de acesso. É possível entrar através do seu smartphone, tablet, computador de casa. Tudo isso sem a menor preocupação, já que a segurança dos dados é feita pela própria empresa que disponibiliza o software.

Ferramentas SaaS

Listamos algumas ferramentas que utilizam o modelo SaaS e que podem ser de grande ajuda em tempos de home office.

Slack

Problemas com a comunicação é uma das principais preocupações quando falamos sobre trabalho em casa. Como todo time estará alinhado? O Slack é uma ferramenta que vem para solucionar esse tipo de problema. É possível criar canais de assuntos específicos, integrar com outras ferramentas como Google Analytics, Trello e muito mais. Pode ser acessado no browser, aplicativo no celular ou desktop.

Trello

Falando em organização, o Trello é uma ótima ferramenta para que todos da equipe consigam acompanhar quais tarefas estão sendo feita, quais estão concluídas e quais estão no backlog. Também possui aplicativo para celular e pode ser acessada de qualquer lugar.

SalesForce

O Salesforce é uma ferramenta robusta que possui diversos produtos, como: ferramenta de marketing, CRM e muitas outras funcionalidades, tudo de forma integrada. Mesmo trabalhando fora do escritório é possível fazer disparo de e-mails, criação de campanhas e todo acompanhamento dos seus leads dentro da plataforma.

Teravoz

A Teravoz foi recentemente adquirida pela Twilio. Mas, sua tecnologia é ótima para quem utiliza muito o telefone e precisa trabalhar de casa, exemplo os times comerciais. Com um aplicativo instalado no computador, é possível realizar chamadas de onde estiver.

Vindi

Legal tudo isso, vou conseguir manter minha empresa funcionando. Mas, como cobro meus clientes? Bom, essa é a pergunta que você deve estar me fazendo agora. Com a plataforma da Vindi, é possível gerenciar todas as suas cobranças em um único lugar. Emitir faturas, boletos, realizar cobranças de forma recorrente, administrar inadimplentes e muito mais sem sair de casa.

Agora que você já conhece algumas ferramentas no modelo SaaS que vão ajudar no home office, é só limpar direitinho o computador, lavar a mão e arregaçar as mangas.


Redação por:
Mariana Cremonesi, redatora na Vindi.

Recorrência: o modelo que vai transformar sua empresa

Segundo a Gartner, até 2020, 80% das empresas de tecnologia serão negócios de assinatura. É um dado impactante, mas o que isso quer dizer? Que a economia do acesso e a recorrência chegaram para ficar. Por isso, vamos te explicar mais sobre estes termos e como eles impactam diretamente no faturamento das empresas.

O que é a economia do acesso?

Você se lembra qual foi a última fita que você alugou na locadora? Bom, dependendo da sua idade, talvez você nem saiba como é essa experiência. E o último CD que comprou?

Pensando assim, faz tanto tempo, não é mesmo?! É porque hoje todo mundo quer acesso e não, necessariamente, a posse das coisas. É muito mais prático assinar o Spotify, Deezer ou outra plataforma de streaming de música para ouvir seus artistas favoritos.

Pra que ir na locadora, alugar um filme e pagar multa por esquecer de rebobinar a fita, se você pode assinar o Netflix e ter 24 horas de filmes e séries no conforto do seu lar?

Isso é a economia do acesso! E, muitos negócios, não só surgiram por conta disso, mas grandes empresas também se reinventaram.

A Microsoft, por exemplo, vende assinatura para os softwares, mais conhecido como modelo SaaS (Software as a Service). A Amazon criou a Amazon Prime, um serviço completo baseado no modelo de assinatura. Disponibilizando filmes, séries, e-books e frete gratuito para os assinantes.

E sabe o que todas essas empresas têm em comum? Elas cobram através da recorrência. E eu vou te contar mais sobre o que ela pode fazer com a sua empresa.

O que é recorrência?

Todos os produtos e serviços que citamos acima, e muitos outros, são utilizados e cobrados de forma recorrente. Ou seja, através de assinaturas, planos ou mensalidades.

Mas, por que optar por esse modelo de cobrança? Quais os benefícios que ele traz para as empresas?
– São muitos, te garanto.

 

Fidelização de clientes

Ao oferecer produtos e serviços de forma recorrente e cobrá-los da mesma maneira, você acaba fidelizando seus clientes. E não estamos falando de obrigação, de se manter fiel para não pagar multa.

Neste modelo, o cliente vê valor no que sua empresa oferece e acaba criando um vínculo, ficando mais próximo à sua marca.

 

Previsão dos lucros

O benefício de fidelizar o cliente impacta diretamente na previsão dos lucros. Ao vender e cobrar de forma recorrente, é muito mais fácil prever o quanto será seu faturamento em um determinado período de tempo.

Com isso, o planejamento geral do seu negócio é muito mais assertivo: pois você sabe quanto pode gastar e quanto tem a receber.

 

Automatização da cobrança

Para realizar cobranças de forma recorrente, é importante contar com uma plataforma completa para que você consiga gerenciar seus clientes.

E claro, que seja capaz de criar disparos através de uma régua de cobrança, emitir boletos, ter segurança na hora de armazenar os cartões e mais.

Com isso, você diminui a chances de erros humanos e economiza tempo.


Participe da nossa próxima live “Como se sobressair na crise no mercado de vendas recorrentes”, no dia 08 de junho ?

E entenda como a Datasafer vem se sobressaindo ao criar ações personalizadas para atender aos seus cliente no mercado de TI.
(Acompanhe uma análise SWOT e sai do encontro colocando a mão na massa)

Saiba mais e participe!


Recorrência: o melhor evento sobre o assunto

Temos um convite para você!

Dia 24 de Outubro, no Expo Center Norte, a Vindi fará o Recorrência, um evento completo para falar sobre esse modelo de negócios e sobre toda transformação digital que o assunto envolve.

Veja quem vai palestrar no evento:

  • Vicente Carrari – Google
  • Rodrigo Gianotto – Empiricus
  • Mayumi Sato – Sexlog
  • Bruno Stefani – Ambev
  • Marisa Peraro – Pró Corpo
  • Nicolau Mari de Camargo – Sem Parar
  • Daniella Melo – Cheftime
  • André Campelo – Por dentro da História
  • Dennis Herszkowicz – TOTVS
  • Leonardo Araújo – Site do Ovo
  • Rodrigo Miranda – Zaitt
  • Moacy Veiga – Kinvo
  • Marcelo Ebert – YVY
  • Rodrigo Dantas – Vindi
  • Álvaro Englert – TAG Livros
  • Pedro Quintanilha – Mentalidade Empreendedora
  • Dhaval Chadha – Classpass

Clique no banner abaixo e garanta já o seu ingresso!


Redação por:
Comunicação da Vindi, associada da Campinas Tech.