Você sabe o que é Inovação Aberta?

Foto por peoplecreations no Freepik.

Assunto de extrema importância para grandes corporações, startups, estudantes, universidades, investidores e tantos outros players, o conceito de Inovação Aberta – ou Open Innovation – defende uma abordagem de inovação mais descentralizada, envolvendo diversos stakeholders.

A proposta é que as empresas se abram para o mercado com o propósito de cooperar com o contexto em que estão inseridas. Assim, tornam-se preparadas a mudar seu mindset, cultura, processos e, consequentemente, criar produtos e serviços que sejam assertivos e benéficos tanto para a empresa quanto para o ecossistema ao seu redor.

Esse novo conceito de inovação foi criado por Henry Chesbrough, professor da universidade de Berkeley, nos Estados Unidos, e autor de um livro com o mesmo nome publicado em 2003. Seu livro possui uma abordagem de inovação mais bem-distribuída entre os stakeholders, mais participativa e mais descentralizada.

Para o autor, a “inovação aberta é o uso de fluxos de conhecimento internos e externos para acelerar a inovação interna e expandir os mercados para o uso externo de inovação, respectivamente”. Os benefícios de ter uma cultura de open innovation incluem:

  • Redução do tempo entre desenvolvimento e comercialização
  • Abertura de novos mercados
  • Diminuição de custo em diversas etapas
  • Geração de ideias e base de conhecimento
  • Democratização de acessos a ideias
  • Promoção de networking
  • Inovação para produtos/serviços já existentes

O conceito provou seu valor e Chesbrough conta que, antes de publicar seu livro sobre o tema, fez uma busca pela expressão “Open Innovation” no Google e a ferramenta retornou cerca de 200 resultados. Em 2010, fez novamente a mesma busca e obteve 13 milhões de links.

Veja algumas formas de implantar a Inovação Aberta em sua empresa

Eventos e programas com startups

Os eventos de startups são situações perfeitas para ver o que está surgindo de novo no mercado e quais são as tendências para o seu setor, além de conhecer novas pessoas e até pensar em possíveis parcerias.

Inovação interna

Para sensibilizar os colaboradores para a inovação, é interessante lhes proporcionar treinamentos, workshops e encontros criativos. Os colaboradores vão precisar de momentos livres para exercerem seus papéis de geradores de ideias e cocriadores em todas as etapas do processo de inovação. Dessa forma, eles se sentirão importantes no contexto e vão internalizar a cultura de inovação em seus cotidianos.

Inovação com clientes

Implantar um Programa de Ideias com a participação de pessoas externas à organização – como clientes, fornecedores e até mesmo a comunidade em geral.

Quando a empresa abre um canal para receber ideias externas, ela recebe diretamente o feedback dos seus parceiros, podendo receber insights valiosos sobre como os seus produtos e processos são percebidos externamente.

 

Para te auxiliar neste processo de mudança de cultura e adesão à inovação aberta, a Venture Hub – aceleradora e importante ator do nosso ecossistema – preparou e disponibilizou um canvas para ajudar empresas a estruturarem suas estratégias e projetos de inovação. Confira:

Para saber mais e ter acesso ao quadro ampliado, clique aqui!

Desde 2019, a Campinas Tech reúne algumas das empresas mais inovadoras da região e hoje mantem um comitê de Corporate Innovation. O grupo vem com o propósito de promover a inovação aberta a partir da troca de experiências, além do fortalecimento da cultura de inovação e do ecossistema da região. Nesta entrevista com Menotti Franceschini, líder do comitê, você saberá como!


Participe do Comitê Campinas Tech de Corporate Innovation! Entre em contato pelo e-mail contato@campinas.tech, ou então nossas redes sociais.


Redação:
Maíra R. Arruda, da Campinas Tech.