Blockchain – tecnologia une segurança e agilidade em transações

 

Foto por David McBee do Pexels.

Um conjunto de registros sobre um mesmo assunto armazenados em vários lugares e ainda com um forte esquema de segurança. Essa pode ser uma das analogias para explicar o que é blockchain (corrente de blocos em uma tradução literal), a tecnologia que deu origem às criptomoedas e que tem despertado cada vez mais interesse de empresas, bancos e dos governos. A tecnologia surgiu em 2008 para viabilizar transações com criptomoedas, como o bitcoin, mas recentemente, seu uso tem se expandido para outras aplicações, como por exemplo, a validação de documentos e o rastreamento de produtos.

A arquitetura em que a informação é armazenada e compartilhada é o grande diferencial da tecnologia blockchain: os dados são armazenados em blocos com uma assinatura digital criptografada que garante que as informações não serão violadas (essa assinatura é chamada de hash). Quando um novo bloco de dados é criado ele precisa de uma nova assinatura e, ao mesmo tempo, carrega a assinatura do bloco anterior. Com isso, as transações ficam mais seguras porque qualquer invasão depende de quebrar sucessivas chaves criptográficas. Além disso, o fato de a informação estar descentralizada torna toda a rede menos vulnerável a eventuais ataques.

É importante entender que o blockchain não é um banco de dados, mas um ambiente por meio do qual diversos computadores são conectados para realizar operações de forma rápida e segura.

Vantagens – As transações que utilizam a tecnologia blockchain têm menos intermediários, ou seja, duas partes conseguem realizar uma troca sem a necessidade de uma supervisão de terceiros. Além disso, esses usuários têm controle de todas as suas transações e informações. Outra vantagem da tecnologia é que sua aplicação resulta em processos de transações mais rápidos. Uma operação bancária, por exemplo, pode levar minutos, o que constitui uma revolução se pensarmos que hoje, bancos podem levar dias para concluir algumas movimentações. Em todas as transações, feitas exclusivamente em meio digital, os dados ficam disponíveis para checagens e conferências. Isso confere maior transparências às operações porque todas as mudanças são públicas e visíveis para todas as partes envolvidas.

Round Silver and Gold Coins
Foto por David McBee do Pexels.

Hoje, os Estados Unidos lideram o mercado de blockchain, mas a tecnologia tem aberto um novo cenário para empresas, tanto para as quem já atuam, quanto para as que desejam oferecer esse serviço, inclusive no Brasil. Aqui já existem iniciativas que apoiam e fomentam o desenvolvimento da tecnologia. A Blockchain Hub Brasil é uma entidade sem fins lucrativos que reúne algumas empresas para promover a aplicação da tecnologia e a descentralizaçãodos processos. A Blockchain Academy é uma rede colaborativa que busca formar profissionais para empreender em bitcoin, blockchain e afins.

Em Campinas, a Campinas Tech, também têm apoiado iniciativas em torno da tecnologia. A associação é um dos parceiros da segunda edição do fórum ExpoBlockchain que tem como objetivo apresentar a tecnologia blockchain para empresários, investidores, pesquisadores e conectá-los com as oportunidades de negócios no Brasil, Europa e Ásia.

Confira: 5 motivos para não perder o ExpoBlockchain 2019

O evento acontece no Hotel Royal Palm Tower Anhanguera, das 8h às 18h.

Saiba mais sobre o evento, clicando aqui.


Texto por:
Patricia Mariuzzo, com informações do Sebrae.



Não deixe de participar do ExpoBlockchain 2019! Inscreva-se via Sympla.

5 motivos para não perder o ExpoBlockchain 2019

ExpoBlockchain 2018 | Foto: ExpoBlockchain/Divulgação.

No próximo sábado, 8 de junho, o ExpoBlockchain em sua 2ª edição desembarca na cidade de Campinas (SP). O evento, que teve sua primeira edição no ano passado, trouxe aos participantes uma experiência única e integrada ao mercado para aqueles interessados no tema e foi um sucesso. Por isso, para te convencer ainda mais a participar, trazemos aqui cinco (e bons) motivos para aproveitar o seu fim de semana marcando presença no evento:

1 – Não precisa saber o que é Blockchain para aproveitar o evento

É claro que um conhecimento prévio sobre a blockchain, cryptomoedas e afins é interessante e até bastante útil para aproveitar os conhecimentos e as oportunidades que poderão surgir. No entanto, o intuito do evento é justamente difundir a grande revolução tecnológica que já se iniciou, abordando os mais variados temas e assim trazer a oportunidade ao público de entender o que é e como a tecnologia blockchain pode impactar o mundo dos negócios e toda a sociedade.

Para empresários, investidores, executivos e pesquisadores o evento é fundamental. Agora, se você sempre teve curiosidade em saber, qual ambiente de aprendizado é melhor do que esse?

2 – O evento será em Campinas!

Eventos como o ExpoBlockchain – em porte e temáticas semelhantes – rotineiramente acontecem em grandes capitais, e isso não acontece à toa: essas cidades concentram o capital financeiro, cultural e humano.

O fato destes grandes eventos começarem a se dirigir ao interior mostra que esse cenário está mudando, e por essa razão é importante apoiar e prestigiar o ecossistema de Campinas.

3 – Os melhores especialistas no assunto compartilhando da melhor maneira possível

O ExpoBlockchain contará com quatro grandes temas relacionados ao assunto, mas que se conectam para trazerem a melhor experiência para o seu aprendizado e reconhecimento de oportunidades, sendo eles:

  • Blockchain – A internet do Valor, onde especialistas e convidados discutirão sobre o surgimento da blockchain, cases de sucesso e os potenciais da tecnologia;
  • Criptomoedas Plataformas e Investimentos, espaço no qual especialistas apresentarão as principais criptomoedas, tokens e plataformas de compra e venda de criptoativos;
  • Painéis de debates, onde especialistas vão debater os desafios tecnológicos e jurídicos das empresas e aplicações que utilizam blockchain e cryptoativos;
  • Painel Internacional com especialistas discutindo como acessar o Mercado Internacional utilizando blockchain e criptoativos.

O evento contará com vários palestrantes renomados, sendo desde CEOs que se utilizam da tecnologia blockchain, até advogados, pesquisadores e consultores. Confira a a lista completa na programação no site do evento.

O membro da comunidade Campinas Tech, Ítalo Borssatto, é um dos palestrantes e recentemente nos concedeu uma entrevista falando um pouco sobre sua carreira no blockchain e suas expectativas para o evento. Confira:

Bate-papo exclusivo com Ítalo Borssatto, um dos convidados do ExpoBlockchain 2019

4 – Se você tem um negócio, essa será uma oportunidade incrível

Se você leu até aqui, viu que o simples fato do evento ser em Campinas pode gerar várias oportunidades para negócios na cidade, mas essa não precisa ser a única vantagem que o ExpoBlockchain pode trazer. Em seu site, o evento coloca-se ao visitante como um Fórum Internacional que pretende quebrar a barreira de internacionalização, contemplando como a tecnologia blockchain pode acessar o Mercado internacional, com cases que já estão sendo desenvolvidos na Ásia e Europa.

ExpoBlockchain 2018 | Foto: ExpoBlockchain/Divulgação.

Seja o seu negócio de grande, médio ou pequeno porte, tradicional ou startup, essa é a melhor ocasião para pensar e refletir em como expandir suas operações nacional e internacionalmente, além de ampliar a sua rede.

5 – A Expoblockchain é parceira da Campinas Tech

A Campinas Tech reconhece todo o potencial do evento, e todo o impacto e fortalecimento que ele certamente trará para o nosso ecossistema. Por isso, somos parceiros oficiais da ExpoBlockchain! Durante o sábado, estaremos lá prestigiando o evento e também buscando oportunidades. Assim, você pode aproveitar para nos conhecer melhor, tirar suas dúvidas e quem sabe entrar para a nossa comunidade.

 



Não deixe de participar do ExpoBlockchain 2019! Inscreva-se via Sympla.

Bate-papo exclusivo com Ítalo Borssatto, um dos convidados do ExpoBlockchain 2019

Após se formar em Ciência da Computação, na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Ítalo Bastos Borssatto iniciou uma trajetória de sucesso na indústria de software. Fundador da Mobart, empresa desenvolvedora do Velis (plataforma de vendas para atacadistas), Borssatto também integra o corpo de especialistas em Blockchain da ConsenSys. Tanto conhecimento na área o levou a ser convidado para participar do ExpoBlockchain, evento que será realizado em Campinas (SP), no dia 08 de junho, e conta com o apoio do Campinas Tech. Na entrevista abaixo, Borssatto conta um pouco mais sobre este e outros assuntos. Confira!

Ítalo Borssatto, fundador da Mobart e convidado do ExpoBlockchain 2019 | Foto: Ítalo Borssatto/Divulgação.

Você poderia começar nos contanto um pouco sobre a trajetória profissional?

Ítalo: Claro. Sou um empreendedor com mais de 20 anos na indústria de software. Após me formar na UFMG, em Ciência da Computação, fundei minha primeira empresa e desde então não parei mais. Foram três negócios até fundar a Mobart, empresa desenvolvedora do Velis – plataforma de vendas para atacadistas. Além disso, tive experiências profissionais na França, Dubai e Índia e pude trabalhar com pessoas renomadas. Por exemplo: já trabalhei em um projeto liderado por Ben Goertzel, fundador e CEO da SingularityNET, e tive experiência em Recuperação de Informação junto ao Nívio Ziviani, renomado pesquisador brasileiro. Agora, tenho orgulho de fazer parte da ConsenSys, empresa norte-americana de tecnologia de software Blockchain.

Quando e como você começou a se especializar em Blockchain?

Ítalo: em 2013, meu sócio, Daniel Novy, saiu da Mobart para fundar a Exchange BaseBit. Foi quando comecei a dar atenção ao assunto. Neste mesmo ano ele me convenceu a fazer as primeiras negociações em bitcoin. Em 2015, recebi o primeiro convite da ConsenSys, participando como voluntário no desenvolvimento de uma wallet (carteira digital) e fazendo parte dos canais de slack (conjunto americano de ferramentas e serviços proprietários de colaboração em equipe) da empresa. Em 2017, a ConsenSys iniciou sua atuação em Dubai e fui convidado a me juntar ao time. A ConsenSys é uma empresa de vanguarda, especializada em Blockchain, principalmente no Ethereum, que está empenhada em oferecer soluções para um mundo decentralizado.

Como será a sua participação no ExpoBlockchain?

Ítalo: vou participar de um painel, discutindo as tendências atuais e aplicações do Blockchain na prática. Na ConsenSys tenho o privilégio de acompanhar as tendências e a adoção do Blockchain pelo mundo, bem como participo de algumas iniciativas relacionadas à gerência de identidade e Supply Chain, sobre as quais poderei passar mais informações durante o evento.

Qual a importância deste evento para o ecossistema empreendedor da Região Metropolitana de Campinas?

Ítalo: o Blockchain é uma tecnologia que permite a criação de soluções inovadoras e disruptivas. Por esse motivo, é importante começarmos a entender melhor as possibilidades de aplicação da tecnologia, principalmente as aplicações que vão além das criptomoedas.
Disseminar este conhecimento pode fazer com que empreendedores comecem a pensar na tecnologia como uma solução para seus desafios.

Qual é a sua relação com a Campinas Tech?

Ítalo: entrei para a Associação Campinas Startups (ACS) em 2014, como fã e participante assíduo das mentorias pareadas. Minha atuação no Campinas Tech atualmente é como um membro, através do Velis, um dos produtos da Mobart.

Como você enxerga o apoio do Campinas Tech ao ExpoBlockchain?

Ítalo: As discussões que ocorrerão no ExpoBlockchain podem trazer insights para grande parte dos membros da Campinas Tech. Nada mais natural do que existir este apoio por parte da associação!


Redação por:

Há Propósito Comunicação, membro da comunidade Campinas Tech.



Não deixe de participar do ExpoBlockchain 2019! Inscreva-se via Sympla.