Avaliação do Ecossistema Empreendedor de Campinas está disponível em ebook

A Campinas Tech lança hoje, 05 de julho, a Avaliação do Ecossistema Empreendedor da cidade de Campinas-SP, realizada durante o mês de maio pelos seus voluntários do grupo de trabalho Ambiente Regulatório.

O grupo de trabalho Ambiente Regulatório se propõe a estudar as regras e as obrigações a que todo empreendedor está sujeito com o propósito de criar, em conjunto, soluções que tornem mais ágil e descomplicado o ambiente regulatório do município, impactando positivamente no desenvolvimento socioeconômico local.

Com isso, o relatório apresentado no ebook tem como objetivo apresentar o resultado da pesquisa de avaliação do ambiente regulatório realizada a partir da coleta de dados via questionário disponibilizado aos membros da Campinas Tech durante o mês de maio.

O questionário teve como propósito a identificação das principais dores do ecossistema empreendedor de Campinas com o intuito de, ao final, realizar a elaboração de Políticas Públicas voltadas ao fomento de medidas que visem o desenvolvimento socioeconômico da região.

O trabalho teve coordenação de Rogério Peres e edição de Graziela Brandão. Os membros que auxiliaram no resultado deste relatório foram: Carolina Andrade, Darcy Júnior, Fábio Pezzotti, Graziela Brandão, Juliana Moura Pires, Lucas Neves, Leonardo Archiere, Leiry Piva, Renato Dahlstrom Hilkner.

Faça o download agora mesmo!

 

Campinas Tech no Superlógica Xperience 2019

Campinas sediou nos últimos 06 e 07 de junho a 3ª edição do Superlógica Xperience, o maior evento da economia da recorrência da América Latina. E a Campinas Tech esteve lá, expondo as iniciativas das frentes de trabalho da comunidade empreendedora de alto impacto e apoiando o evento.

Superlógica Xperience 2019 | Foto: Divulgação.

O Superlógica Xperience 2019 contou com 35 horas de conteúdo, 50 expositores, mais de 4000 participantes, mentoria, networking regado à muito chopp e um encerramento apoteótico com show de rock.

Em 5 palcos temáticos – Gestão e SaaS, SaaS, Deep Dive, Imobiliárias e Condomínios – os mais de 85 palestrantes discorreram sobre como a transformação digital das empresas está gerando disrupção nos negócios e criando novos e reais valores para as
pessoas, empresas e sociedade.

Giovanna Vallin, Gerente de Marketing do Superlógica Xperience | Foto: Divulgação.

A abertura do evento foi realizada pela Amanda Camasmie, Head de Marketing e Giovanna Vallin, Gerente de Marketing da Superlógica Xperience, que deram as boas vindas aos participantes e receberam no palco da plenária André Baldini – CEO da Superlógica para apresentar o Panorama da Transformação Digital no Brasil. Na sequência, Douglas Tokuno, Fabricio Bloisi, Lais Ribeiro e Mario Kaphan concluíram as apresentações da primeira manhã do evento. Durante a tarde, mais de 20 palestras foram realizadas com destaque para o painel ‘Como liderar pessoas para a transformação’ mediado pelo Luiz Drouet – Managing Partner da Share RH e Vice-Presidente de Ecossistema da Campinas Tech. Os trabalhos do 1º dia de evento foram concluídos com um show da Banda Oficial da Superlógica.

Dan Tyre, Sales Director da HubSpot | Foto: Divulgação.

A manhã do 2º dia do evento também foi marcada pela realização de mais de 20 palestras. Já na parte da tarde Dan Tyre, Marc Tawil, Lars Silberbauer e Sandra Miller, marcaram presença no palco da plenária e o destaque foi a palestra ‘Superlógica: Culture Code é para os fracos: como a Superlógica criou sua cultura usando memética e peer-pressure’ do Emerson Rodrigues – Head de Cultura da Superlógica e Líder da frente de trabalho de Mapeamento do Ecossistema da Campinas Tech. O evento foi encerrado apoteoticamente com show de rock regado a muito chopp.

Os preparativos para a 4ª edição do Superlógica Xperience já começaram e estão a todo vapor. A expectativa para 2020 é a de receber um público participante ainda maior, e continuar destacando a cidade de Campinas no cenário internacional, como referência nas áreas de tecnologia e empreendedorismo de alto impacto. Mais informações estão disponíveis no xperience.superlogica.com.

E a Campinas Tech estará lá, apoiando e fazendo de Campinas a melhor cidade, não capital, para empreender do Brasil.

Campinas Aqui é o Lugar!

Da ciência da Química para catalisador do empreendedorismo

Azarite compartilha sua trajetória profissional e os indicadores da Venture Hub

José Eduardo Azarite – vice-presidente de Corporate Innovation da Venture Hub | Foto: Ariela Maier/Campinas Tech.

José Eduardo Azarite é vice-presidente de Corporate Innovation da Venture Hub, um hub de aceleração de startups e inovação corporativa que desenvolve e opera programas de aceleração e inúmeras ações de fomento ao ecossistema de inovação e empreendedorismo na Região Metropolitana de Campinas. Conheça um pouco mais sobre a história da Venture Hub e o que ela está fazendo para trazer mais inovação à nossa área:

Por que a Venture Hub foi criada?

O cenário econômico e de negócios atual no Brasil apresenta forte projeção para o surgimento e crescimento de startups e além disso oportunidades de trabalho serão cada vez mais geradas através do empreendedorismo. Empresas de todos os tamanhos cada vez mais percebem que a cultura de inovação interna e também a inovação aberta são fortes vetores de crescimento sustentável. Diante desse cenário, uma aceleradora de startups e inovação corporativa pode se posicionar e essa foi a oportunidade que a Venture Hub vislumbrou.

Por que Campinas foi escolhida como cidade de implantação?

Campinas/região é um forte polo com uma boa infraestrutura na área de educação, com a presença de importantes instituições de ensino e pesquisa, apresentando ativos intelectuais de alta qualidade e nível global. Da mesma forma, grandes empresas estão localizadas na região, com acesso a tecnologias competitivas a nível mundial.

Além disso, enxergamos como matéria-prima para nós, os empreendedores, e temos que estar em um lugar com pessoas querendo empreender e, preferencialmente, em negócios que possam ser escaláveis em uma visão global. Acreditamos que o ecossistema de Campinas é uma área extremamente fértil para geração de pessoas com mindset empreendedor, além de ser um celeiro de profissionais na área tecnológica.

O que a Venture Hub tem feito para promoção da inovação e empreendedorismo?

A Venture Hub apoia a realização de todas e quaisquer iniciativas que possam promover o amadurecimento do ecossistema de inovação e empreendedorismo. Por exemplo, promoção de eventos e meetups com temáticas tecnológicas em sua maioria, tais como, como Biotech, Blockchain, Investimento (em conjunto com a CampinasTech), Agtech, Inteligência Artificial, dentre outras iniciativas em parceria com outras instituições, comunidades ou empresas. Esses eventos acontecem de maneira a atrair os olhos das pessoas que gostam dessas áreas, aproximando investidores, pesquisadores e corporações que buscam por inovação e pessoas empreendedoras.

Também operamos e desenvolvemos programas de aceleração onde passam mais de 70 startups por ano. Um ótimo exemplo que ilustra esse cenário é o Founder Institute, maior aceleradora de StartUps em fase inicial do mundo, que é dirigido em Campinas pelos sócios fundadores da Venture Hub. Em adição a isso, temos outros programas de aceleração para estágios mais avançados na jornada de uma Startup.

Quantas empresas já passaram pela Venture para aceleração?

Ao todo, mais de 120 Startups já foram aceleradas desde a criação da empresa. Começamos como uma Venture Builder em 2016, num modelo mais customizado “caso a caso”, até que os sócios entenderam e aplicaram um modelo de escala. A partir daí os números cresceram substancialmente, com cerca de 30 Startups aceleradas em 2017, 50 em 2018 e estimadas 70 para 2019.

Quais são os parceiros da Venture Hub, e como vocês atuam em sinergia/parceria? Pode nos dar um exemplo?

Como atuamos de forma neutra em relação aos diferentes atores do ecossistema, as parcerias e a colaboração são fundamentais para o desenvolvimento do nosso negócio. Destaco como alianças institucionais principalmente a Fundação Fórum Campinas Inovadora e Campinas Tech.

No que tange educação, temos diversas parcerias com instituições de ensino, com destaque para Inova Business School, onde atuamos de forma conjunta na curadoria de Masters de extensão e pós graduação; PUC-Campinas, oferecendo cursos de extensão focados em ecossistema e empreendedorismo; Unicamp, com apoio aos programas de empreendedorismo focados em Inovação, como por exemplo o Desafio Unicamp. Além de outras instituições parceiras como Facamp, UFSCar, Mackenzie, etc.

Também temos parcerias relevantes com Institutos de Ciência e Tecnologia, tais como CPqD, atuando no fomento a áreas tecnológicas como Blockchain, IoT, AI, etc; Embrapa, com atuação forte em tecnologia para o Agronegócio; ICTS do qual somos parceiros em programas de aceleração de startups de base tecnológica, com ênfase em automação bancária e de processos industriais. Outros ICTs como Venturus, IAC, ITAL, etc., também estão em nossa rede de maneira bem ativa.

Existem planos de expansão para outras cidades?

A Venture Hub já está presente em San José, no Vale do Silício na Califórnia, onde já exercemos a conexão com ecossistemas locais e mundiais por meio de um spot proporcionado por um investidor da empresa. Temos intenção de expandir para outros ecossistemas “férteis” do país. Possuímos um modelo de Hub de Inovação que pode ser replicável e escalável para outros locais, já em avaliação.

Lendo um pouco sobre sua trajetória profissional, por que da formação em Química você quis seguir para a área de marketing e inovação?

Depois da minha formação em Química na Unicamp em 1983, fui pesquisador na área em uma instituição governamental, que foi privatizada em 1998. Foi então necessário a criação de uma área comercial, para a qual eu me preparei fazendo um MBA em Marketing e uma formação em “Processo Criativo”, as bases para o que atualmente denominam “Design Thinking”. Desta forma, me candidatei e acabei responsável pelo desenvolvimento de negócios, vendas e marketing da Fundação CPqD.

Em 2014, além de vice-presidente no CPqD, passei a ser presidente da Fundação Fórum Campinas Inovadora, que é uma instituição que busca promover o desenvolvimento regional através da inovação e do empreendedorismo. Foi nesse período que digo que “fui picado por um bichinho” que me fez perceber o poder do ecossistema organizado, enxergando em Campinas e região um território com forte vocação para o desenvolvimento baseado no conhecimento.

Comecei então a atuar institucionalmente para colaborar com o aprimoramento desse ecossistema. Vi que havia uma oportunidade forte para o futuro em me posicionar e estar presente e atuante com base em inovação aberta e empreendedorismo. Saí do CPqD em Janeiro de 2018, me tornando sócio na Venture Hub-Corp, onde sou um dos responsáveis pelas ações de inovação corporativa e da conexão do mundo das startups com as grandes empresas que veem nesse contexto a possibilidade de desenvolvimento de negócios, parcerias e investimentos.

A Química é a ciência das interações, pois todos os compostos químicos estáveis fazem boas “combinações” entre moléculas e átomos, e gosto de aplicar essa analogia ao atual mundo dos negócios e do trabalho, em que um ecossistema virtuoso é como se fosse resultado da “boa química” das interações entre as pessoas que estão nesse ecossistema.

Eu trouxe da Química a metáfora das boas interações, de modo que enxergo o networking como a química perfeita.

Quais foram e quais estão sendo os principais desafios da Venture Hub, seja na hora de acelerar empresas ou em outras ações?

Um desafio importante que temos é atrair bons empreendedores. Dizemos que uma boa ideia na mão de um mau empreendedor não vai resultar em bons negócios, mas uma ideia não tão boa nas mãos de um empreendedor de bom perfil, focado, assertivo e resiliente certamente tem maiores chances de sucesso. Queremos nos tornar o principal lugar onde bons empreendedores querem estar!

Outro desafio, é que o Brasil passa por um momento interessante. Muitos investidores têm olhado para nossos empreendedores com bons olhos, mas ainda temos um ambiente de negócios um pouco conturbado. Estamos sendo insistentes, em permitir que esses bons empreendedores “surfem” nesse ambiente conturbado, mostrando para eles que qualquer empreendimento que passe por aqui, tem que possuir uma visão exponencial e de internacionalização.

Quais os próximos passos da Venture Hub? Serão diferentes frentes das citadas anteriormente?

O nosso DNA tem a ver com startups e empreendedorismo, mas para chegar nessa relação com perfeição, temos que fazer a conexão desse mundo com o ambiente de negócios. Por isso, estamos agindo fortemente com inovação corporativa e metodologias ágeis, levando para as grandes empresas o jeito de pensar das startups, com programas de transformação cultural até a aproximação dessas empresas com startups para investimentos ou parcerias. Alguns dos nossos clientes são a L’Oréal, Philip Morris, AGV Logística, Scholle IPN, dentre outras.

Tem algum ponto importante e que deseja falar nessa entrevista que não foi abordado?

Acreditamos muito no papel que a Campinas Tech tem para turbinar a cultura empreendedora na região. Precisamos de uma instituição que atue na base da pirâmide, com ênfase nas boas práticas de ecossistemas em que a colaboração e a cultura do risco e da tolerância ao erro sejam pilares quase que “doutrinários”, abrindo espaço para o surgimento de muitos e muitos empreendedores. Por isso, 100% das ações da Campinas Tech são apoiadas pela Venture Hub, pois boas comunidades geram ambientes para geração de negócios.


Entrevista e texto por:

Por Ariela Maier – Redação do Campinas Tech.

Faculdade Anhanguera recebe Talk Show Empreendedor

Convidados durante o Talk Show Empreendedor na FAC IV | Foto: Há Propósito Comunicação/Campinas Tech.

O Talk Show Empreendedor foi recebido pelos alunos da Faculdade Anhanguera – Unidade IV (FAC IV) no dia 22 de maio, quarta-feira. Promovido pelo Campinas Tech, o vento é realizado em faculdades, universidades, escolas técnicas e de Ensino Médio da cidade. A iniciativa objetiva proporcionar um encontro com diversos empreendedores e especialistas, com o intuito de incentivar os estudantes a planejarem e empreenderem em suas carreiras.

Em sua quarta edição deste ano, realizada durante a Semana de Engenharia e TI da FAC IV, o Talk Show Empreendedor proporcionou um bate-papo com Douglas Akassaka, Diego Dascenzio, do Escritório de Engenharia Dascenzio, Marcelo Magalhães, da Montadora de Móveis Magalhães e ex-aluno da FAC, Rafael Collado, da Imobiliária Jazz e Wlademir Guilherme Jr., que são empreendedores na cidade de Campinas. O evento começou às 20h15 no anfiteatro da faculdade e foi aberto ao público.

As edições anteriores do Talk Show Empreendedor em 2019 já aconteceram na Unicamp, na PUC-Campinas e no Anglo Paulínia.


Redação por:

Há Propósito Comunicação, membro da comunidade Campinas Tech.

Maior evento de tecnologia, hacking e segurança da América Latina chega a Campinas (SP)

Engenheira de Segurança do Spotify, Aloria (Kelly Lum), é uma das palestrantes de destaque do Roadsec 2019

Imagem: Divulgação

O Roadsec, maior evento itinerante de tecnologia, hacking e segurança do continente, passará por Campinas (SP) no dia 13 de abril. Com uma programação que prevê mais de oito horas de palestras divididas em duas trilhas de conteúdo, oficinas que vão desde atividades como pilotar um drone até experimentar a realidade virtual, e um campeonato estilo Capture The Flag, intitulado Hackflag, o evento promete reunir hackers e profissionais de segurança da informação em um único lugar: o Espaço Guanabara.

Entre as convidadas do evento, o destaque fica por conta da Engenharia de Segurança do Spotify, Aloria (Kelly Lum). Com uma palestra intitulada “Erros foram cometidos: o que funciona em um programa de segurança”, Aloria compartilhará experiências de uma década e meia trabalhando para ajudar empresas a criarem aplicativos seguros, a partir de falhas cometidas e vitórias épicas. Sua apresentação está prevista para acontecer às 16h20.

A Campinas Tech, ecossistema de empreendedorismo de alto impacto da cidade, é uma das apoiadoras do Roadsec Campinas. Usando o código TECH-CAMPINAS19 na compra do ingresso, é possível ganhar 15% de desconto. Para garantir a sua vaga, acesse: http://bit.ly/2Y5RmDg.


Serviço – Roadsec Campinas 

Data: 13 de Abril de 2019
Horário: das 9:00 às 18:00 horas
Local: Espaço Guanabara
Endereço: Rua Doutor Oswaldo Cruz, 300, Jardim Nossa Senhora Auxiliadora.
Ingressos: Eventbritte

“Somando, Multiplicamos”: confira o Ebook de entrevistas lançado pela Campinas Tech

A associação Campinas Tech lançou hoje, 8 de abril, mais um Ebook e que já está disponível gratuitamente. “Somando, Multiplicamos” retrata, através de entrevistas, histórias de pessoas que começaram suas jornadas de sucesso empreendendo no ecossistema de Campinas (SP).

Sob a condução de Juliana Ewers e realização de entrevistas feitas por protagonistas desse cenário, o livro, que é uma iniciativa do movimento “Aqui é o lugar”, busca mostrar os motivos pelos quais Campinas é apelidada carinhosamente de “Vale do Silício brasileiro” e é considerada uma das melhores cidades do país para se empreender.

Ao longo de suas páginas, o leitor terá a chance de conhecer a trajetória de seis grandes empreendedores que, em algum momento de grande importância para seus negócios, tiveram seus caminhos cruzados com os da cidade. Por isso, é uma oportunidade incrível na qual Carlos Wizard, Fabrício Bloisi, César Gon, Marcos Ferretti, Silvia Brandalise, Fábio Póvoa e Samuel Goto compartilham as suas histórias, os desafios que enfrentaram nesse percurso, os pontos altos desse processo e as lições aprendidas até aqui.

Faça o download agora mesmo!

 

Campinas Tech reúne nomes de sucesso do marketing e vendas em mentoria para novos empreendedores

Edição de evento mensal de mentoria da associação trará empreendedores como Ricardo Corrêa para discutir sua jornada empreendedora, a importância de sua área de atuação e tirar dúvidas de quem está começando o seu negócio

Campinas, 18 de março de 2019 – A Campinas Tech promove na próxima quinta-feira (21 de março) mais uma edição de suas mentorias mensais para novos empreendedores e entusiastas do empreendedorismo. Intitulada “Como a Ramper fez mais de mil vendas em um ano”, a reunião, que acontecerá no Espaço Sete Criativo às 19:00 horas, contará com a presença de nomes de peso que empreenderam nas áreas de marketing e vendas, como Ricardo Corrêa – da Ramper; Tércio Pereira e Rodnei Alburquerque Ribeiro – da Pipehline Services; e Anderson Palma – da Growth Labs.

Ricardo Corrêa é CEO e cofundador do Ramper, um software de automação de outbound marketing que automatiza a prospecção de vendas B2B e que apenas em um ano conseguiu fazer mais de mil vendas. Atuando há mais de 13 anos como profissional da área no mercado de software, Corrêa estruturou e liderou áreas de marketing de empresas até fundar a sua própria, em 2012, realizando consultorias de vendas e marketing para centenas de companhias de tecnologia. Toda essa bagagem foi essencial para que fundasse a Ramper, em 2016.

Há 5 anos, a Pipehline Services, serviço de consultoria especializado em soluções para as áreas comercial e marketing, une tecnologia a projetos estruturados e integrados com o objetivo de solucionar e transformar oportunidades em resultados. Entusiastas por novas tecnologias, Tércio Pereira e Rodnei Albuquerque Ribeiro aplicam a experiências de suas carreiras de mais de 25 e 7 anos, respectivamente, para o sucesso da Pipehline no mercado digital.

Já André Palma, sócio-fundador do Growth Labs, tem mais de 15 anos de experiência em comunicação de agências e empresas de diversos portes dentro e fora do país. Hoje, atua como Growth Marketer especialista no funil de métricas piratas, mas também é professor de Marketing Digital, mentor no Founder Institute e palestrante nos maiores eventos de Marketing Digital e Growth Hacking do Brasil.

Como mentoria, o evento traz inspirações àqueles que estão no início do seu negócio ou que pensam em empreender, além de apresentar cases reais de sucesso tanto para imergir os participantes em como é o dia a dia desses empreendedores, bem como obter dicas e tirar dúvidas com os mesmos. Ainda, busca criar um ambiente propício para o networking entre participantes e convidados.

As reuniões de mentoria fazem parte de uma estratégia da Campinas Tech de fortalecer e impactar o empreendedorismo na região metropolitana de Campinas para seus associados e o público em geral, acontecendo mensalmente durante o ano. Em edições passadas, os encontros já contaram com convidados como Horácio Poblete e a Tatiana Pezoa, fundadores da Trustvox; e Julio Esslinger Viégas, sócio da Varejo360.

As inscrições podem ser feitas pelo Sympla e qualquer dúvida ou mais informações podem ser esclarecidas por meio dos canais de comunicação da Campinas Tech.

“Salto de Fé” – Confira a websérie que contará histórias de empreendedorismo

Está no ar a websérie Salto de Fé – Histórias de empreendedorismo #NoFilter, uma coprodução Jumpers & Pipoca.Lab, que busca compartilhar histórias relacionadas a empreendedorismo, o dia a dia e desafios sob a ótica do próprio empreendedor, que atua e avança com seu salto de Fé em um ambiente cada vez mais dinâmico e incerto.

O primeiro capítulo abordará o tema propósito. Confira:

Ao todo, serão 4 capítulos que se desdobram ao longo dos meses de março e abril de 2019. Para não perder nenhum episódio, se inscreva no canal da Pipoca.Lab.

“Empreendedorismo Feminino” – Founder Institute Campinas realiza evento que debate a temática e protagonismo das mulheres nos negócios

O Founder Institute Campinas realizará uma mesa-redonda dedicada ao tema “Empreendedorismo Feminino“, no dia 17 de janeiro, quinta-feira, às 18h30, na Facamp.

A mesa-redonda será conduzida por quatro mulheres de diferentes segmentos. São elas: Juliana Ewers, da C6 Bank, Sandra Nalli, da Escola do Mecânico, Tábata Boccatto, da TGB Comunicação, e Thaíssa Candella, do aplicativo Ifood.

Considerando que Campinas é repleta de mulheres empreendedoras, esse evento tem como objetivo reunir essas empresárias e mulheres apaixonadas por negócios para compartilhar os seus propósitos, suas histórias, desafios, sucessos, dicas e responder perguntas sobre empreendedorismo, criando uma rica troca de experiências.

O evento é gratuito e as inscrições podem ser realizadas em:  bit.ly/fifemale1701

 


Quer conhecer mais eventos assim em Campinas? Não deixe de acompanhar a agenda do nosso portal Aqui é o Lugar!

Campinas Tech lança eBook sobre boas práticas para empreendedores

Antes de empreender em qualquer cenário, seja na prestação de serviços ou fornecimentos de produtos, em plataformas visuais ou ambientes físicos, é importante que o empreendedor saiba como se proteger e evitar riscos desnecessários.

Por isso, nós da Campinas Tech em conjunto com os escritórios jurídicos parceiros da RGE Campinas – DHF Advogados, MCO Advogados e Tozzini Freire Advogados – selecionamos 10 práticas jurídicas que podem te ajudar.

Não deixe de conferir, é gratuito! Ebook: Boas Práticas para Empreendedores